3 Dicas de Marketing Digital para EMPRESAS QUE ESTÃO COMEÇANDO

maxisite_10052018_FACEBOOK I BLOG

Traçar estratégias de marketing digital quando a sua empresa está começando é fundamental para que ela permaneça no mercado. Além disso, nada mais oportuno do que aproveitar o embalo de ideias novas e o ânimo do começo para investir na divulgação do seu negócio e fidelizar seus clientes.

1 – Marca e identidade visual

Qual é o seu refrigerante favorito? Com certeza, ao pensar na resposta, uma marca veio a sua cabeça . Isso só reforça a importância e o impacto de ter uma identidade visual própria, afinal é a primeira coisa da qual o seu cliente vai se lembrar ao pensar na sua empresa.

2 – Redes Sociais

Atualmente não é mais um diferencial estar presente nas redes sociais, é um pré-requisito para quem deseja fazer o seu negócio funcionar e obter sucesso. O diferencial mesmo é o conteúdo oferecido nessas plataformas, que precisa ser relevante para o seu cliente. Além disso, através de uma gestão de redes sociais é possível monitorar suas campanhas e saber qual é o seu público majoritário, quais publicações obtiveram melhor resultado e engajamento (curtidas, comentários ou compartilhamentos) e ter um canal de relacionamento com os seus clientes.

3 – Cartão Fidelidade Digital

Muitas empresas acreditam que, no início, um programa de fidelização acaba sendo inútil pelo custo. Mas, geralmente, não pensam sobre o investimento, que é mínimo, quando comparado a quantidade, permanência e fidelização de clientes através do retorno ao seu estabelecimento. E mais: diferente do cartão fidelidade impresso, o cartão fidelidade digital não rasga, seu cliente não perde e ainda lembra de você sempre que abrir a tela do celular. Ficou curioso? Você pode entender melhor como o cartão fidelidade digital funciona e todos as vantagens para o seu negócio aqui: www.cartaofidelidadedigital.com.br

Gostou dessas dicas? Vem dar uma olhada no nosso site e conheça todos os nossos serviços: www.maxisite.net

Atendimento ou experiência: entenda a diferença para o seu cliente

maxisite_03042018

 

Nunca se falou tanto sobre a experiência do cliente. Afinal, o modo como você trata seus clientes e as experiências que você cria pra eles é fundamental para o sucesso do seu negócio. Daí a importância de saber qual a diferença entre atendimento e experiência.

Atendimento seria, dentre outras definições, algum tipo de assistência e/ou aconselhamento prestados por uma empresa às pessoas que compram ou usam seus produtos e/ou serviços. Experiência, por outro lado, é o produto de uma interação entre uma organização e um cliente durante a duração de seu relacionamento. Essa interação inclui atração, conscientização, descoberta, cultivo, defesa, compra e uso de um serviço por parte do cliente.

Mas qual é o melhor? Ambos são fundamentais e não devem ser deixados de lado. A partir de uma estratégia de atendimento eficaz é possível se concentrar na experiência do cliente, e é esse o grande diferencial entre as marcas atualmente. Com a experiência do cliente, você tem um feedback de como as perspectivas dele se movem ao longo da jornada de lead, comprador e, finalmente, cliente bem como o relacionamento com todos os departamentos de sua empresa que vão desde marketing, vendas e suporte ao cliente/serviço.

Agora você deve estar se perguntando como melhorar a experiência para o seu cliente, certo? Aí vai algumas dicas: fomentando o engajamento dos funcionários com o valor da empresa, investindo em uma estratégia de marketing de relacionamento (observando as necessidades do seu cliente e se esforçando para atendê-las da melhor maneira possível), oferecendo a tão famosa experiência nas redes sociais e usando cada uma dessas redes como um termômetro, responsável por medir o nível de interesse, interação e engajamento com as suas postagens e sempre pensando como o seu cliente, essa é a grande chave mestra de todo o processo estratégico. Em outras palavras, o que você não compraria…o seu cliente também não vai comprar. Por outro lado, o que você deseja é o que seu cliente quer.

Curtiu esse post? Dê seu feedback pra gente!

Acesse o nosso site e conheça os nossos serviços: www.maxisite.net ou, se preferir, em caso de dúvidas ou informação, ligue: (24) 2237-0107 e fale com um de nossos executivos de relacionamento!

 

9 Formas de fazer um bom marketing do seu restaurante

maxisite_22032018

Reunimos 9 dicas preciosas para você que é empreendedor e tem um restaurante, evidenciando as oportunidades que surgem quando um bom marketing é realizado no seu negócio. Será que você já usa alguma dessas estratégias?

1. Diferencial é fundamental

O diferencial é o motor da sua divulgação. Antes de fazer qualquer campanha, saiba o que diferencia seu restaurante de todos os outros que existem no mercado, o que o torna único e use isso a seu favor!

2. Dê atenção especial aos detalhes

O mercado de alimentação tem um grande leque de oportunidades para fazer marketing, por isso você não poder perder nenhuma oportunidade de divulgar sua marca. Observe os diferentes aspectos dos produtos e serviços que você oferece bem como suas instalações, equipamentos e atendimento, elemento fundamental.

3. Pense na sua marca

O que a sua marca transmite aos seus clientes? Pense em cada elemento sozinho e na combinação deles. Reflita sobre como eles combinam ou não com a proposta e missão do seu restaurante e com o seu público-alvo.

4. Escolha bem seus funcionários

Seus funcionários são os primeiros embaixadores do seu negócio. Eles precisam conhecer sua empresa tão bem quanto você, isso ajudará a conquistar a confiança e fidelizar os clientes. Também é uma forte mensagem sobre como sua empresa lida com seu time e demonstra cuidado e preocupação tanto com os funcionários quanto os clientes. Escolha quem veste a camisa da sua empresa de corpo e alma!

5. Atendimento de qualidade

Um bom filho à casa torna, é o que diz o ditado. Quando o cliente sente que recebe atendimento personalizado, ele se sente único e especial. O que o faz querer retornar ao seu restaurante, muito além da comida e do local, é o atendimento. Aproximar-se do cliente – de forma respeitosa e não invasiva – é uma ótima maneira de fidelizá-lo.

6. Eleja seu carro-chefe

Escolha um prato que seja o carro-chefe do seu restaurante. Ele acabará levando as pessoas a consumir outras coisas que vão aumentar o ticket médio. Ele atrai, mas manter o cliente dentro do restaurante é papel da equipe.

7. Transforme o que você oferece em mídia

O cardápio é um veículo de comunicação, assim como podem ser os guardanapos, as embalagens dos produtos e os veículos da frota. E como são mídias de sua propriedade você não precisa pagar nada pela veiculação.

8. Crie um canal de comunicação com os seus clientes

As redes sociais são o elo entre o seu restaurante e o seus clientes. Usá-las a seu favor é comunicar as novidades do seu negócio e atrair a atenção do seu público. Novamente, quem não é visto não é lembrado. Por isso, estar nas redes sociais é fundamental para fazer o seu cliente lembre de suas qualidades e diferenciais.

9. Valorize o que você oferece

Pode parecer egocêntrico, mas não há nada que chame mais a atenção do seu público-alvo do que valorizar o que você oferece. Essa empolgação chega até o seu cliente, principalmente através das redes sociais.

Gostou dessas dicas? Ficamos felizes em manter um canal aberto e em poder ajudar você a explorar o potencial do seu restaurante!

Acesse o nosso site e descubra o que a Gestão de Redes Sociais pode fazer pelo seu restaurante: www.gestaoderedessociais.com

 

Você também pode falar com a gente por telefone: (24) 2237-0107

 

Vantagens do Google Meu Negócio.

Google-Meu-Negócio
Você conhece o Google Meu Negócio? Trata-se de uma excelente e oportuna ferramenta informativa, responsável pela expansão da sua empresa e contato direto com os seus clientes e pessoas interessadas. Isso porque através de uma simples pesquisa no Google, seu cliente encontra o seu negócio, localização, horário de funcionamento, contato e site; informações necessárias para quem deseja estreitar o relacionamento entre empresa e cliente.
Os benefícios do Google Meu Negócio são diversos. Para empresas locais, por exemplo, quem efetua a busca tem, imediatamente, todas as informações da sua empresa. Outra vantagem é a de estar ligado diretamente ao aplicativo Google Maps. Dessa forma, através de um Smartphone, é possível efetuar a busca do local e receber a orientação do GPS até a empresa. Continue lendo…

10 características para o empreendedor focar em seu negócio digital

Há alguns anos, as empresas.com destacam-se no mercado. Com faturamentos enormes elas têm chamado a atenção de investidores por todo o mundo. Com modelos de negócios cada vez mais inovadores.

Mas, no Brasil, como está o mercado digital e como estão os empreendedores? Sobre a penetração do uso da internet, de acordo com a Ipsos Marplan, o Brasil mostra que tem público para investidores online com uma penetração de usuários de internet com 41% em Salvador, 39% em São Paulo e 36% em Porto Alegre, de toda a população. São 62 milhões de usuários, de acordo com a Ibope Nielsen, sendo o sétimo melhor mercado mundial de internet. E de acordo com o Deloitte, o internauta brasileiro passa três vezes mais tempo no computador do que na televisão.

Com um mercado tão receptivo assim, qual o motivo de não termos empreendedores no meio digital no Brasil? Talvez por questões de investimentos, já que estes empreendedores são jovens, não possuem capital suficiente para fazer um investimento, ou até mesmo conseguir o apoio de um Anjo Investidor. Mas, além das questões de financiamento, há também as características de empreendedorismo, que vão além de uma boa idéia. Segue abaixo as 10 características que todo empreendedor deve ter para fazer o seu negócio digital sob orientação e metodologia do SEBRAE.

Busca de oportunidade e iniciativa: Manter-se informado sobre o mercado e sobre novas tecnologias é fundamental para empreender. Mais importante do que isso, é antecipar-se em idéias e criar negócios inovadores.

Persistência: Empreender não é fácil, dar a “cara à tapa” ao mercado e ser o primeiro a levar dói e, apesar do destaque, há a incredulidade dos investidores e clientes, principalmente por que muitos tem receio do que é novo. O empreendedor digital mais do que qualquer um deve ser persistente.

Correr riscos calculados: O empreendedor que não se arrisca não é empreendedor. Sendo um negócio inovador, ele por si só é arriscado. Mais importante do que simplesmente correr risco, é calculá-los, saber até onde é o limite e o quanto o mercado está preparado para a inovação.

Exigência de qualidade e eficiência: Manter padrões, atender bem os clientes e eficiência é fundamental, o público do mercado digital é bem mais crítico e é mais fácil essas críticas se propagarem.

Comprometimento: Por mais que os empreendedores digitais sejam jovens, negócio não é brincadeira, mesmo tendo um ar de divertimento, e muitas vezes pertencendo ao mercado de entretenimento, um negócio é algo que deve ser encarado com maturidade e seriedade.

Busca de informações: Seja no planejamento inicial ou para manter o negócio, no mercado digital as informações valem mais do que nos demais mercados. Uma nova metodologia, tendência ou tecnologia pode mudar totalmente o mercado. Talvez por isso tantos serviços sejam substituídos por outros na internet.

Estabelecimento de metas: Uma tendência da Geração Y é não valorizar tanto a organização e gestão como as gerações anteriores. Porém estabelecer metas de longo e curto prazos são fundamentais e estimulantes para o seu negócio.

Planejamento e monitoramento sistemáticos: Outro fator que a geração Y possui dificuldade. Desenvolver um bom planejamento, minimizar erros, verificar operações que estão falhando, é importante não somente no início, mas também durante todo o processo.

Persuasão e rede de contatos: Está aí algo que a internet favorece muito, pois no mercado digital é tudo muito expansivo, facilmente divulgado e interativo. Basta ter um serviço de qualidade e uma boa estratégia, aliados com um bom relacionamento com parceiros, colaboradores e clientes, a rede só tende a crescer.

Independência e autoconfiança: É natural da Geração Y ser autoconfiante, porém eles não são muito independentes. Mas é interessante buscar autonomia no mercado e em seu negócio para poder tomar decisões quando for necessário.

Estas são as dez características do empreendedor, claro que não existe empreendedor com todas, uns possuem mais uma característica do que outras. Porém é essencial focar nas que são menos desenvolvidas, para conseguir se superar e fazer o seu empreendimento se destacar no mercado.

Fonte : Mídia Boom