Cartão Fidelidade: 5 vantagens para o seu negócio

maxisite_25092018_alt2

Um desafio constante de quem tem um negócio, independente do segmento, é manter o cliente fiel à marca. Isso explica a preocupação de grande parte das empresas em pensar em estratégias inovadoras e eficientes para oferecer aquilo que atende às necessidades do seu consumidor.

Mas por que será que essas empresas, as que entendem o que o seu consumidor deseja, têm mais chances de fidelizá-los? Simples, oferecer soluções é a melhor maneira de se manter forte no mercado e ter clientes fiéis. Por isso mesmo, as promoções fazem tanto sucesso e são bem-vistas por aqueles que já são clientes.

Ter um Cartão Fidelidade é ter a consciência da necessidade de manter seus clientes, principalmente diante da crise no país, e traz vantagens importantes para o seu negócio!

  1. Você vende mais: a ideia de um cartão fidelidade não é somente vender mais, mas vender por mais tempo. Por isso, o cartão fidelidade aumenta os resultados do seu negócio a curto e a longo prazo, podendo ser usado por pequenos, médios e grandes negócios.

  1. Você “alimenta” o sentimento de novidade: lembra da inovação que falamos logo no começo? A inovação no marketing corresponde a novidade no seu estabelecimento, um importante aspecto a ser levado em consideração para reter o seu cliente. Todo mundo adora uma novidade, principalmente quando ela possibilita o ganho de alguma coisa: um produto que você vende na loja, um brinde exclusivo, descontos progressivos, entre outros.

  1. Experiência ímpar para o seu cliente e para quem ainda não é (mas vai ser): também é imprescindível tocar na palavra experiência, porque o cartão fidelidade abre janelas de oportunidades quando o assunto é esse. Imagine que você crie uma promoção no seu salão de beleza. A sua cliente precisa completar 5 estrelas, ou seja, a cada serviço feito no seu salão ela ganha uma. Estrelas completadas, ela pode ganhar uma massagem relaxante ou o que você quiser. No caso da massagem relaxante, ela ainda pode levar uma amiga.

    Entende como o cartão fidelidade é capaz de não só reter a cliente que já frequenta o seu salão de beleza, como também conquistar uma nova cliente (a amiga dela)? A experiência aqui é ter um dia relaxante, depois de um dia agitado no trabalho, com a amiga que ela simplesmente adora estar junto, mas que talvez não tenha tempo de encontrar com a frequência que gostaria.

  1. Você conhece os hábitos de compra dos seus clientes: além de potencializar a fidelidade dos seus clientes antigos e conquistar novos, você também acaba aprendendo mais sobre os hábitos de compra do seu consumidor, seus desejos e necessidades e pode até até pensar em novos produtos ou promoções com base nas suas observações.

  1. Você usa os canais de comunicação a seu favor: com o Cartão Fidelidade Digital você divulga as promoções que quiser, com a quantidade de estrelas que desejar, e divulga o seu app através das redes sociais, whatsapp ou e-mail, aplicando os pontos diretamente pelo seu computador! Assim: sem papel, caneta ou carimbo!

Quer saber todas as vantagens do Cartão Fidelidade Digital para o seu negócio? Saiba mais: https://www.cartaofidelidadedigital.com.br/

Business Intelligence: o que é e para o que serve?

maxisite_18092018

Você já ouviu falar em BI, ou melhor, business intelligence? Por décadas os empreendedores usavam a experiência no mercado para tomar decisões importantes, mas com o grande avanço tecnológico essa forma de lidar com o próprio negócio mudou de cenário. Abriu-se um espaço para a tomada de decisões estratégicas baseadas em coletas de dados, informações essas adquiridas de algum sistema para ação e monitoramento dos melhores resultados para o seu negócio.

A percepção dos insights e o monitoramento de ações são só algumas das vantagens do business intelligence, você ainda pode contar com novas janelas de oportunidades, identificar custos excedentes e, a partir disso, otimizar preços, além de ter uma gestão muito mais eficiente e otimizada do seu negócio de maneira geral.

Imagine que você tem um sexshop e que seu carro-chefe sempre foi um vibrador da marca x, que já está há algum tempo no mercado. Com o software específico de BI, além do seu e-commerce, você também monitora o interesse pelo produto através das redes sociais, um importante e pertinente indicador para o seu segmento. No entanto, com uma análise detalhada, o produto que antes era seu nº 1 no ranking de vendas teve uma queda brusca de vendas, cerca de 50%. Informação identificada, você descobre que outro produto da mesma marca, só que mais moderno e com mais funcionalidades – com 3 modos de vibração a mais que a versão anterior e à prova d’água – teve um aumento na procura, em cliques e vendas. A partir daí, é possível relacionar cada um dos modelos a uma experiência e proposta diferente um do outro. Como assim? O modelo que é à prova d’água, por exemplo, vai bem na mala se você for viajar pra algum lugar diferente e quiser relaxar, unindo a experiência de conhecer um lugar novo a experiência de conhecer novos modos de vibração. Por que não?

Para continuar no mercado é necessário conhecer as tendências e os hábitos de compra do seu cliente, só assim você saberá qual direção deve tomar para alcançar melhores resultados.

Conte com a Maxisite, conheça nossos serviços: www.maxisite.net

Inbound marketing x Outbound marketing

maxisite_11092018

Quando falamos em inbound e outbound marketing estamos falando de duas estratégias ou modelos completamente diferentes, será que você já sabe que diferenças são essas e como elas repercutem no seu negócio?

A primeira coisa que precisamos desmistificar é a ideia de que há um modelo perfeito. Ambos podem ser eficazes, dependendo das suas necessidades e objetivos. Enquanto no Inbound Marketing a atenção é voltada para o cliente de forma espontânea e orgânica, no Outbound Marketing temos uma abordagem bem mais agressiva, movimentada principalmente pelas vendas.

A estratégia no Inbound Marketing é movida pela ideia de que é preciso nutrir o público-alvo, com conteúdos relevantes, gerando tráfego e leads, a fim de manter essas pessoas engajadas para que elas se tornem clientes. Não é nenhuma novidade que uma das ferramentas mais usadas no Inbound Marketing é o SEO. Afinal, você precisa ter um bom posicionamento nos mecanismos de busca a partir das principais palavras-chave relacionadas ao seu negócio.

Mas e na conversão? Landing pages podem ser uma excelente opção na captação de leads e conversão em clientes, por exemplo. Outros exemplos que podem ser usados no funil de vendas são: criação de conteúdos para blog e google adwords para atração de tráfego; criação de landing pages e uso de call to action para conversão desse tráfego em leads e, finalmente, marketing de conteúdo nas redes sociais para converter leads em clientes. E tem mais, com o Inbound Marketing você gasta bem menos do que no Outbound Marketing, já vimos o porquê – atração orgânica.

Do mesmo modo que a palavra cativar diz muito a respeito do Inbound Marketing, a expressão ir direto ao ponto diz muito sobre o Outbound Marketing. Embora muitas empresas prefiram o Inbound Marketing, ainda há empresas que utilizam o Outbound Marketing. Nesse modelo é possível montar um banco de dados com informações pertinentes para o departamento comercial sobre os clientes, no entanto o nível de rejeição é bem grande – o telemarketing é um exemplo.

Com um perfil de consumidor cada vez mais exigente e questionador, uma ferramenta poderosa como as redes sociais,  que facilita e viabiliza o relacionamento entre empresa e consumidor com um baixo custo, o Inbound Marketing é uma estratégia eficaz para todos os tipos de segmentos de mercado.

Conheça os nossos serviços: www.maxisite.net

Relíquias Tecnológicas: Jogo eletrônico “desafio”

maxisite_04092018

Do que você tem saudade? Estamos de volta aos anos 80, com uma relíquia que fez a alegria de muita gente! Com teclas super coloridas, de formato redondo e quase um instrumento musical, o Desafio era motivo pra reunir a criançada dessa geração.

Adivinhou de qual brinquedo estamos falando? Desafio, um jogo de oito sequências de cores e sons que deveria ser repetida pelo jogador “amador” ou “profissional”. A diferença da modalidade estava na velocidade de resposta que o jogador tinha que dar. Quem escolhia o modo amador tinha, claro, mais tempo para pensar na resposta. No modo profissional a resposta tinha que ser praticamente imediata.

O Desafio tinha outra funcionalidade além do jogo. Na função “órgão” ele poderia ser usado como um instrumento, cada cor reproduzia uma nota diferente. Uma brincadeira super divertida pra quem tocava e nem tanto assim pra quem ouvia.

Captura de tela de 2018-08-30 11:12:40

Desafio, o jogo eletrônico de 2ª geração

Acesse o nosso site e confira nossos serviços: www.maxisite.net

Remarketing: como usá-lo a favor do seu negócio

maxisite_26072018_remarketing

Você já visitou algum site, não fez nenhuma compra, e depois observou um anúncio sobre o produto que você visualizou? Pois é, esse é exemplo clássico do remarketing. Quando isso acontece você pode se sentir perseguido ou atraído por essa forma de publicidade.

O Remarketing é uma ferramenta que identifica as pesquisas dos usuários na internet e depois oferece resultados em forma de anúncios. Mas você ainda deve estar se perguntando qual a real influência dele para as suas vendas. O Google tem a resposta! Segundo dados coletados pelo site de busca 94% das vendas feitas pela internet não acontecem no primeiro acesso. Isso pode acontecer por diversos motivos, mas acaba abrindo uma brecha pra concorrência. Aí é que entra o remarketing, você pode usá-lo a favor do seu negócio prospectando essas pessoas quando elas estiverem navegando por outros sites.

Para entender melhor como funciona a jornada de busca do seu cliente é fundamental compreender em que etapa ele se encontra. Existem basicamente 4 etapas em que podemos enquadrar os clientes no remarketing: a etapa de descoberta, consideração, decisão e fidelização. Na primeira etapa, é claro, ele fica a par da necessidade ou desejo de adquirir algum produto e/ou serviço. A partir daí ele digita nas buscas do Google uma palavra-chave que deverá levá-lo até o seu site. Na etapa de consideração está evidente o desejo ou a necessidade, mas ele ainda sente que precisa buscar por maiores informações sobre o que deseja adquirir.

Na terceira etapa, a de decisão, o seu prospect realiza uma pesquisa mais a fundo sobre preços, buscando a opinião de outros compradores. Isso acontece para que ele escolha o produto com mais certeza de que o que está comprando é exatamente o que ele procura. – Leia também ZMOT: o momento zero da decisão de compra – para entender melhor sobre a tomada de decisão do seu cliente.

 

Gostou desse post? Conheça os nossos serviços: www.maxisite.net