Como alavancar as vendas com datas comemorativas

maxisite_20032018_blog

Quem é empreendedor sabe que planejamento é a principal característica para um negócio dar certo, independente do seu tamanho. Neste sentido, as datas comemorativas desempenham um importante papel na estratégia inteligente de tornar o seu negócio mais competitivo.

Mas como planejar, organizar e decidir o que fazer para vender melhor nas datas comemorativas? É necessário pensar que os consumidores, geralmente, ficam mais dispostos a comprar determinados produtos e serviços nessas datas e a presentear outras pessoas. Tendo isso em mente, agora você pode:

  1. Definir o público-alvo

  2. Oferecer um mix de produtos, kits, combos ou como desejar chamar

  3. Definir ações promocionais

  4. Preparar a sua equipe

  5. Organizar as vendas

  6. Divulgar para atrair e conquistar clientes

Pensando nesses seis passos, agora é necessário atender às expectativas e necessidades do seu público-alvo; ter produtos e serviços que lhe trarão aumento de receita e que girem ou sejam contratados com maior frequência. Feito isso, que já é uma tarefa normal no dia a dia de um empreendedor, também é importante analisar campanhas já feitas, observar erros e acertos para um melhor aproveitamento, pensar em possíveis parcerias com fornecedores e outros estabelecimentos, além de observar as estratégias da sua concorrência.

Um exemplo de parceria muito comum nas redes sociais é o sorteio duplo. Como assim? Um sorteio feito por duas empresas de ramos próximos, ou em relação ao tipo de público-alvo ou setor de mercado, que usam o Instagram, por exemplo, para sortear ganhadores dos prêmios anunciados. O que podemos notar é que há um aumento da audiência, porque há interesse em participar, uma boa divulgação e uma excelente estratégia propulsora de conhecimento da marca (ainda que ela já seja conhecida.) E é claro, nada melhor do que aproveitar uma data comemorativa para despertar atenção do público.

Pensando para além das redes sociais, na loja física, você pode levantar algumas questões com a sua equipe de vendas. Como, por exemplo:

- Como organizar melhor a fachada e a vitrine?

- Como o visual da loja pode ser mais atrativo?

- Como expor melhor os produtos na loja?

- Como será a experiência do cliente nesse ambiente?

- Como preparar meus funcionários para oferecer um serviço de qualidade?

Colocar-se no lugar do seu cliente é a melhor forma de saber como ele se sente. Dessa forma, você proporciona uma melhor experiência para ele e o famoso “Quem não é visto não é lembrado” permanece na estratégia de alavancar as suas vendas com as datas comemorativas. Na hora de pensar no calendário, conte com a ajuda de quem pode orientá-lo de uma forma mais estratégica. Afinal, o nosso calendário tradicional já traz algumas datas sazonais, como Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Namorados, Dia dos Pais, Dia das Crianças, Black Friday e Natal. Mas existem outras datas muito interessantes para diversos segmentos que são esquecidas ou pouco trabalhadas.

Quer saber mais sobre como tirar o máximo proveito das datas comemorativas para alavancar as suas vendas?

Conte com a Gestão de Redes Sociais: www.gestaoderedesociais.com ou, se preferir, entre em contato por telefone: (24) 2237-0107

 

A arte de transformar seguidores em clientes

maxisite_12032018_2

 

Quem não quer aproveitar o poder de conversão das redes sociais para vender mais, não é mesmo? Mas para que isso aconteça é preciso conhecer ferramentas que possam servir de auxílio nas suas estratégias de conversão. Como assim? A Maxisite esclarece!

Ninguém compra o que não conhece

Não adianta você estar nas redes sociais, ter uma página, e não mostrar para os seus clientes o que você oferece. De que forma? Com um bom conteúdo. As pessoas recebem diversos e-mails, publicações do Facebook, Instagram e tweets. Por isso, precisam de um bom motivo para visitar o seu site.

CTA é fundamental

O CTA (call to action) é qualquer link de uma página que leve o usuário a realizar uma ação. Neste caso, ainda que seja uma plataforma visual, como no caso do Instagram, você precisa de uma chamada para que o seu seguidor cometa uma ação. Como, por exemplo, “Gostou? Clique no link da bio e garanta já o seu.” O objetivo é converter seu seguidor em cliente.

Através da gestão de redes sociais é possível ter um ótimo canal para estreitar o relacionamento com o seu cliente, oferecendo uma experiência única de conteúdo e informação. É isso que fazemos há 18 anos!

Interessado em aproveitar o máximo dessas ferramentas para potencializar suas redes sociais?

Transforme seus seguidores em clientes!

Acesse já: www.gestaoderedessociais.com ou, se preferir, entre em contato pelo telefone (24)2237-0107 e fale com um de nossos consultores!

Conheça o Inbound Marketing e aumente suas vendas

1

“Inbound Marketing pode ser considerado qualquer
tática de marketing que se baseia em ganhar o
interesse das pessoas ao invés de comprá-lo.”
(Hubspot)  

O Brasil é um dos países onde as pessoas mais passam tempo nas redes sociais. O Facebook é a principal rede social da atualidade, mas isso não quer dizer que ela sempre será a melhor para seu público. É preciso entender onde seu público-alvo está e interagir com ele,  através do estratégia certa de conteúdo. E aí que entra o Inbound Marketing.

2

  O Inbound Marketing possui diversas vantagens para a comunicação entre empresa e cliente. Conheça algumas:

❖      É mais permissivo;

❖     Possibilita a comunicação em via dupla: mais diálogo e interação;

❖     Possui custo relativamente mais baixo com melhores taxas de conversão: O Inbound Marketing possui custo de 62% a menos por lead do que o marketing tradicional, o que ajuda a viabilizar, ainda mais, a verba do cliente.

❖     O conteúdo da mensagem é mais envolvente e engaja mais as pessoas;

❖     Com ele, é possível acompanhar resultados em tempo real e modificar a estratégia imediatamente, se necessário.   Além disso, ele é preciso. Isso porque permite identificar, com mais facilidade, quem está interessado na sua empresa, produto e/ou serviço e conteúdo, quem é seu público-alvo e como atingi-lo.

O processo do Inbound Marketing ocorre em algumas etapas:

3Atrair tráfego;

Converter visitantes em leads;

Converter leads em vendas;

Fidelizar os clientes e aumentar as margens;

Encantar seus clientes = VENDER MAIS!

O atual mercado mostra que é necessária uma comunicação direta e precisa com o cliente, oferecendo a melhor experiência com conteúdo de qualidade, personalizado e dinâmico!

Conte com a Gestão de Redes Sociais!

Acesse já o nosso site: www.gestaoderedesociais.com

 

 

Como o neuromarketing pode ajudar a sua empresa a vender mais

neuro

O neuromarketing busca entender como funcionam as decisões de compra dos clientes. Nesse sentido, vender é o objetivo de todas as empresas, sejam elas grandes ou pequenas. Aí é que entra o neuromarketing: como funciona o cérebro do seu cliente? Imagine só saber que fatores são levados em consideração para decidir (ou não) por uma compra?! Segundo Werner Görlich, presidente da Neuromarketing Business Association: “O neuromarketing é vender ao subconsciente, diretamente ao cérebro. Não é lavagem cerebral e sim ser direto, efetivo e econômico na hora da persuasão.”

 

Mas como utilizar o neuromarketing para vender mais?

Focando em imagens

A ciência já descobriu que o ser humano processa imagens muito mais rapidamente do que compreende as palavras, certo? Sendo assim, abuse das mensagens visuais. Exemplo prático disso é: imagine diversas lojas na mesma rua que utilizem a palavra {promoção}. Ao invés de fazer o mesmo, experimente associar uma imagem que “resuma” essa palavra. Uma dica é incluir uma imagem ao lado da palavra, que remeta a um desejo de felicidade; ideias vendem mais do que qualquer outra coisa. Lembrar disso na hora de pensar estrategicamente é uma das saídas para vender mais.

Contando a sua história: Storytelling

Como fazer isso? Poupando esforços ligados a venda diretamente e se preocupando em contar a sua história para os seus clientes, visto que o ser humano lembra das coisas via histórias. Na prática, se sua empresa é familiar, faça com que o cliente saiba disso e valorize sua empresa/loja. Pense como ele, quem não acha bonito ouvir: “Nossa loja existe há 3 gerações e aqui tudo é feito com muito amor.”? Acredite, seu negócio será visto com outros olhos. Além do mais, esses detalhes é que mostram a diferença entre o que você e a sua concorrência oferece. Qual é seu diferencial? Sentimento, valorização da família, tradição e por aí vai.

Pensando na necessidade do seu cliente

A neurociência comprovou que o ser humano não assimila a mensagem quando o vendedor diz sobre o quão bom determinado produto é. No lugar disso, é mais eficaz falar sobre o que o produto X faz para o cliente. Ou seja, chega de gastar energia falando de todos os atributos do produto e foque no resultado e benefício para o cliente. Na prática, se você tem uma loja de móveis e está prestes a vender uma cadeira de madeira, ao invés de falar sobre a qualidade dela, que é a melhor possível, diga ao seu cliente que ele vai utilizá-la pelos próximos 30 anos. Pronto, venda fechada.

Cuidando do local do seu negócio

Parece óbvio, mas é importante se preocupar com o público-alvo. Ou seja, sua loja física e virtual está de acordo? Identidade, ideologia, produtos, serviços? Essas coisas, muitas vezes, passam despercebidas para o empreendedor, que acaba tendo outras preocupações e se esquece dessa, super importante.

Apelando para as emoções

Segundo a Neuromarketing Business Association, um bom truque para chamar a atenção em meio aos concorrentes é transmitir uma mensagem que converse com o lado emocional do cliente. Então, se você tem um petshop fica fácil explorar esse lado; quem não gosta de animais? Mas e se você tem uma loja de roupas, por exemplo? Explorar questões como promoção, conforto e qualidade são uma ótima opção.

Atentando para a sua linguagem corporal

O corpo fala, não é mesmo? Por isso, cuidar da postura na hora da venda e orientar seus colaboradores da forma correta é fundamental para que se tenha êxito com o cliente. Algumas dicas são: mostrar o produto olhando no olho do cliente, fazer gestos; evitar posturas evasivas como desviar o olhar ou tampar a boca; cruzar os braços: jamais; evitar posturas que denunciem cansaço. É interessante observar, razoavelmente, para que o seu cliente não ache estranho, o padrão corporal que ele tem, seu tipo de empatia e interesse, e conversar em sintonia com ele. Assim, ele vai se sentir mais à vontade e relaxado e você se livra de um inimigo na hora da venda: a ansiedade.

Acesse o nosso site e conheça-nos um pouco mais: www.maxisite.net