Black Friday 2018: como se preparar?

maxisite_06112018

É evidente que a disputa pela atenção do consumidor só cresce, principalmente numa ocasião como a Black Friday. Focar nas redes sociais é uma forma de aumentar as chances de ser visto e, é claro, vender mais.

Segundo a Hello Research (2014) e Provokers (Julho/2018), em 2014 apenas 27% das pessoas tinham conhecimento da Black Friday. Atualmente, o número de pessoas chega a 99,5%. A mesma pesquisa levantou as principais barreiras entre os entrevistados que nunca compraram na Black Friday. Entre elas, 42% das pessoas disseram que nunca compraram porque não tinham dinheiro; 38% porque não confiavam nas ofertas ou nas lojas que fizeram a promoção; 30% disseram que as ofertas não valiam a pena. Isso nos mostra a importância não só dos preços divulgados, mas principalmente a preocupação que se deve ter com a imagem da marca. Transparecer credibilidade e confiabilidade não só nessa época, mas desde sempre é fundamental para a construção de uma marca sólida no mercado.

A Black Friday abre portas para as vendas em e-commerces, porque todos querem aproveitar bons preços e oportunidades de compras bacanas – pra si ou pra sua própria casa – com a justificativa de “eu mereço.” Muito embora a crise deixe os consumidores um pouco mais inseguros e racionais em relação ao consumo, é uma época em que as pessoas pesquisam sobre o que querem comprar. O que é muito pertinente pra quem divulga suas promoções e está sempre presente nas redes sociais.

Já falamos recentemente sobre a importância de conhecer a pessoa por trás das compras na sua loja, é esse o intuito do People Marketing . A pessoa por trás de cada interesse, curtida, comentário, clique, visita ao site, compra realizada ou compra abandonada no carrinho importa.

O mobile first é outro aspecto que chama atenção, 70% das buscas na Black Friday em 2017 foram feitas por smartphones ou tablets e 36,9% das compras também (Hello Research e Provokers). – Leia também: Mobile First: entenda a importância desse conceito.

Mas como se preparar? Usando todas as ferramentas ao seu alcance! O Instagram, por exemplo, é uma rede social muito poderosa no período da Black Friday. Ao longo deste ano lançou diversos recursos que integram o aplicativo e as lojas online, o que facilitou a forma do consumidor saber os preços sem ter que sair do stories ou do feed do Instagram da loja preferida. – Leia também: Instagram Stories: segredos do recurso para vender mais. Destacamos aqui o Instagram, mas nada impede que você faça ações nas outras redes sociais. Basta conhecer o seu público-alvo e pensar em estratégias efetivas pra que as vendas ocorram efetivamente.

Pensar em oferecer um diferencial também é importante diante de tanta concorrência. Lembra que falamos sobre isso no post 5 estratégias para vender mais na sua loja online?

O cross-selling é outra estratégia pertinente não só na Black Friday, mas durante todo o ano. A técnica consiste em oferecer produtos complementares aquele que o seu cliente comprou ou está disposto a comprar. –  Leia também: Cross-selling: 3 maneiras de usá-lo para vender mais.

Curtiu esse conteúdo? Confira em nosso site serviços que podem ajudar você a ter sucesso no seu negócio: www.maxisite.net

Fale com a nossa equipe pelo whatsapp: (24) 98839-6811

Desejamos boas vendas e boa sorte! ☘☘☘

Remarketing: como usá-lo a favor do seu negócio

maxisite_26072018_remarketing

Você já visitou algum site, não fez nenhuma compra, e depois observou um anúncio sobre o produto que você visualizou? Pois é, esse é exemplo clássico do remarketing. Quando isso acontece você pode se sentir perseguido ou atraído por essa forma de publicidade.

O Remarketing é uma ferramenta que identifica as pesquisas dos usuários na internet e depois oferece resultados em forma de anúncios. Mas você ainda deve estar se perguntando qual a real influência dele para as suas vendas. O Google tem a resposta! Segundo dados coletados pelo site de busca 94% das vendas feitas pela internet não acontecem no primeiro acesso. Isso pode acontecer por diversos motivos, mas acaba abrindo uma brecha pra concorrência. Aí é que entra o remarketing, você pode usá-lo a favor do seu negócio prospectando essas pessoas quando elas estiverem navegando por outros sites.

Para entender melhor como funciona a jornada de busca do seu cliente é fundamental compreender em que etapa ele se encontra. Existem basicamente 4 etapas em que podemos enquadrar os clientes no remarketing: a etapa de descoberta, consideração, decisão e fidelização. Na primeira etapa, é claro, ele fica a par da necessidade ou desejo de adquirir algum produto e/ou serviço. A partir daí ele digita nas buscas do Google uma palavra-chave que deverá levá-lo até o seu site. Na etapa de consideração está evidente o desejo ou a necessidade, mas ele ainda sente que precisa buscar por maiores informações sobre o que deseja adquirir.

Na terceira etapa, a de decisão, o seu prospect realiza uma pesquisa mais a fundo sobre preços, buscando a opinião de outros compradores. Isso acontece para que ele escolha o produto com mais certeza de que o que está comprando é exatamente o que ele procura. – Leia também ZMOT: o momento zero da decisão de compra – para entender melhor sobre a tomada de decisão do seu cliente.

 

Gostou desse post? Conheça os nossos serviços: www.maxisite.net