Inbound marketing x Outbound marketing

maxisite_11092018

Quando falamos em inbound e outbound marketing estamos falando de duas estratégias ou modelos completamente diferentes, será que você já sabe que diferenças são essas e como elas repercutem no seu negócio?

A primeira coisa que precisamos desmistificar é a ideia de que há um modelo perfeito. Ambos podem ser eficazes, dependendo das suas necessidades e objetivos. Enquanto no Inbound Marketing a atenção é voltada para o cliente de forma espontânea e orgânica, no Outbound Marketing temos uma abordagem bem mais agressiva, movimentada principalmente pelas vendas.

A estratégia no Inbound Marketing é movida pela ideia de que é preciso nutrir o público-alvo, com conteúdos relevantes, gerando tráfego e leads, a fim de manter essas pessoas engajadas para que elas se tornem clientes. Não é nenhuma novidade que uma das ferramentas mais usadas no Inbound Marketing é o SEO. Afinal, você precisa ter um bom posicionamento nos mecanismos de busca a partir das principais palavras-chave relacionadas ao seu negócio.

Mas e na conversão? Landing pages podem ser uma excelente opção na captação de leads e conversão em clientes, por exemplo. Outros exemplos que podem ser usados no funil de vendas são: criação de conteúdos para blog e google adwords para atração de tráfego; criação de landing pages e uso de call to action para conversão desse tráfego em leads e, finalmente, marketing de conteúdo nas redes sociais para converter leads em clientes. E tem mais, com o Inbound Marketing você gasta bem menos do que no Outbound Marketing, já vimos o porquê – atração orgânica.

Do mesmo modo que a palavra cativar diz muito a respeito do Inbound Marketing, a expressão ir direto ao ponto diz muito sobre o Outbound Marketing. Embora muitas empresas prefiram o Inbound Marketing, ainda há empresas que utilizam o Outbound Marketing. Nesse modelo é possível montar um banco de dados com informações pertinentes para o departamento comercial sobre os clientes, no entanto o nível de rejeição é bem grande – o telemarketing é um exemplo.

Com um perfil de consumidor cada vez mais exigente e questionador, uma ferramenta poderosa como as redes sociais,  que facilita e viabiliza o relacionamento entre empresa e consumidor com um baixo custo, o Inbound Marketing é uma estratégia eficaz para todos os tipos de segmentos de mercado.

Conheça os nossos serviços: www.maxisite.net

Buyer Persona: como ela pode ajudar a sua empresa

maxisite_26072018_buyerpersona

Quando desenvolvemos estratégias de marketing digital eficientes é necessário ter conhecimento de qual é o público com quem estamos nos comunicando. Fato é que com as mudanças e as transformações do marketing digital há uma preocupação muito maior com o consumidor, que é o protagonista de tudo pensado internamente (estratégias de criação, desenvolvimento, relacionamento e vendas).

Com a finalidade de ter à disposição das empresas um alicerce que pudesse garantir estratégias de marketing alinhadas com seu público-alvo foram criadas as buyer personas. Por isso, o termo pode ser entendido como “cliente ideal”. A partir da criação desse perfil ficcional de “cliente ideal” é possível identificar e compreender as necessidades do público-alvo.

Agora que você sabe que a buyer persona é um personagem que representa o seu cliente ideal, como pode usá-la a favor da sua empresa? Criando as suas próprias buyer personas! Pense em quem é o seu cliente, qual a sua faixa etária, onde ele mora, o que ele gosta de fazer na internet, o que ele faz no seu tempo livre, que tipo de música gosta de ouvir, são infinitas as possibilidades de perguntas. No quesito de consumo, por exemplo, onde o seu cliente ideal costuma fazer a maior parte das compras: na loja física ou online? Ele realiza pesquisas antes de adquirir algum serviço e/ou produto? – Leia também  ZMOT: o marco zero da decisão de compra – Com qual frequência ele realiza compras online? Esses são só alguns exemplos.

A criação de uma buyer persona pode parecer simples, mas a grande maioria das empresas têm dificuldades para a construção do seu cliente ideal ou nem sabe a grandiosidade e importância da buyer persona para a organização do negócio. Por isso, contar com uma empresa especializada em marketing digital é imprescindível para obter sucesso na criação de estratégias eficientes.

 

Curtiu esse post? Conheça os nossos serviços: www.maxisite.net

3 DICAS PARA FIDELIZAR SEUS CLIENTES

maxisite_05072018_FACEBOOK ou blog

Você já parou para pensar que na grande maioria das vezes o sucesso do seu negócio está ligado não ao que você vende, mas como vende? Esse é um princípio do processo de fidelização B2B (Business to Business).

Independente do segmento ou porte da sua empresa: pequeno, médio ou grande; para a grande maioria dos clientes o que importa é ter suas necessidades atendidas. Nesse sentido, as empresas que investem em entender os desejos dos seus clientes e nas soluções de seus problemas conseguem fortalecer sua presença no mercado.

Se fidelizar um cliente é mantê-lo fiel ao que você oferece, seja uma experiência, um produto ou um serviço, você precisa saber como fazer isso de maneira mais assertiva. Confira 3 dicas para fidelizar seus clientes!

1- Invista em um programa de fidelidade

Quem não gosta de ganhar uma promoção? Com o seu cliente não é diferente! Um programa de fidelidade, como o cartão fidelidade digital, permite que você crie as promoções que quiser no seu estabelecimento e conquiste cada vez mais clientes. Você disponibiliza promoções no celular do seu cliente e aplica as estrelas que desejar diretamente na sua área administrativa. Além disso, uma excelente vantagem do app é poder divulgar o seu cartão fidelidade através das redes sociais e manter os seus clientes informados das novidades no seu estabelecimento através de notificações push.

2- Conheça as necessidades do seu cliente

Não há como gerenciar suas estratégias de venda sem medir suas ações. Por isso, conhecer as necessidades do seu cliente e medir as ações que dão certo são duas medidas fundamentais para que ele continue fiel a sua empresa. Exemplos disso são o mapeamento do nível de satisfação com o seu produto e/ou serviço, uma comunicação mais efetiva e um relacionamento mais próximo com o seu cliente.

3- Lembre-se do pós-venda

Oferecer uma boa experiência para o seu cliente será um grande diferencial, já que grande parte das empresas não investe no pós-venda como deveria. Vendeu um produto e/ou serviço para o seu cliente? Agende um período após a primeira compra, que pode variar de 7 a 30 dias (de acordo com o seu segmento ou preferência), para entrar em contato e perguntar o que ele achou, se teve suas necessidades atendidas, entre outras coisas que podem ser pertinentes para o seu feedback e para demonstrar que o seu cliente é importante para a sua empresa.

 

Gostou das nossas dicas? Conheça os nossos serviços: ww.maxisite.net

Relíquias Tecnológicas: Pager

2018-06-22

Se você é da época que tinha que ligar pra uma central para anotarem a sua mensagem para o pager de alguém, seja bem-vindo ao relíquias tecnológicas!

O pager surgiu em 1949, quando foi inventado por Alfred J. Gross para ser utilizado no Hospital de New York Jewish, e foi liberado para fins comerciais só 10 anos depois. O aparelhinho era um walkie talkie mais desenvolvido que utilizava o sistema de rádio. Foi nos anos 80 e 90 que ele ficou popular.

Até 1992 ele era conhecido como “bip” por quase todos que o utilizavam, por causa da função de apitar ou vibrar ao avisar que uma mensagem tinha sido enviada para a central. Já os mais moderninhos exibiam a mensagem no visor do cristal líquido.

Quem nunca viu o tal do pager deve estar se perguntando como essa troca de mensagens funcionava. O envio das mensagens era feita a partir de uma central de atendimento, para a qual a pessoa ligava do telefone convencional e ditava a mensagem desejada para um atendente no style “Um momento, senhor, estamos enviando a sua mensagem.”

Você deve estar pensando “e quando o celular surgiu?”. Os dois tiveram um período de convívio pacífico até que os celulares começaram a ficar mais baratos e acessíveis e aí, é claro, o uso do pager acabou sendo descontinuado. E você, conheceu e usou o pager?

pager_veja

Reprodução: Pinterest

Acesse o nosso site e conheça nossos serviços: www.maxisite.net

3 Dicas de SUCESSO para VENDER na internet

maxisite_29052018_FACEBOOK-ou-blog

Montar uma loja virtual bem-sucedida é o desafio de muitos empreendedores, principalmente para aqueles que estão começando agora. Por outro lado, com essas 3 dicas de sucesso para vender na internet suas chances de atingir o seu público-alvo só aumentam!

Confira nossas dicas de sucesso para vender na internet:

1- TER UM SITE RESPONSIVO

Tudo que estiver disponível no site deve funcionar da melhor forma possível, por isso o site responsivo é fundamental e pode ser facilmente visualizado no computador,  celular e tablet. O cliente precisa ter o máximo de facilidade ao acessar a sua loja virtual. Caso contrário, haverá desistência e dificilmente ele retornará ao site. Os problemas mais comuns são: site lento, imagens muito pequenas, grande quantidade de anúncios, má escolha das cores e fontes.

2- SEGURANÇA NA HORA DA COMPRA

É preciso avaliar a solução ideal para o tamanho do seu negócio, mas não se pode deixar de garantir segurança ao cliente no momento da compra, pois este é um dos fatores mais determinantes durante a tomada de decisão do seu cliente.

3 – DISPONIBILIZAR DIFERENTES CANAIS DE COMUNICAÇÃO (MÍDIAS SOCIAIS)

Esteja presente nas redes sociais, só assim você transformará seguidores em clientes! Ter um chat ou um e-mail específico para o atendimento ao cliente e colocar o número de telefone bem visível no site é fundamental. Além disso, ter um blog com conteúdos relevantes – sobretudo, se estes forem influenciadores de compra – é uma excelente ação, já que você poderá divulgar ofertas e oferecer conteúdos relacionados à sua loja, favorecendo os mecanismos de busca e relevância do seu site.

Conheça nossos serviços de Sites Responsivos, Registro de Domínio, Hospedagem, E-commerce e Catálogo de Produtos: www.maxisite.net/criacao-de-site