20 Sacadas publicitárias em anúncios criativos

Hoje em dia, o marketing está muito concentrado na web interativa, temos campanhas virais que dão um resultado muito significante aos clientes. Os anúncios impressos continuam sendo também uma arma muito poderosa, porém com muito mais difículdade de atração do leitor. Muitas vezes, vemos alguns anúncios e ficamos pensando “O que que eles quiseram dizer com isso?”, ultimamente se utiliza muito a combinação anúncio publicitário + humor, para atrair o usuário a ter um sentimento a mais sobre uma simples folha de papel. Neste post, vamos apresentar 20 Sacadas publicitárias em anúncios criativos.

Inspire-se!

Via: Criatives

Anúncios Impressos

“Nós não devemos apenas acreditar naquilo que vendemos. Devemos também vender aquilo que acreditamos.” William Bernbach

Os anúncios impressos são talvez, uma das formas mais antigas e eficientes de se fazer propaganda. Ainda utilizado com frequência, esse material possui um caráter de ação menos evasivo se comparada às demais formas de comunicação. Porém, pode-se dizer que, no momento de sua concepção, essa ferramenta pode se tornar um tremendo pesadelo para os criativos em geral, a medida que, hoje, a sociedade está acostumada com mensagens instantâneas, que consigam chamar a atenção através de uma ideia, mas que não demandem muito tempo para a compreensão, e isso, não porque nós, integrantes da sociedade, ficamos mais burros ou preguiçosos para ler grandes textos, mas sim porque a quantidade de anúncios, fruto da intensa concorrência do mercado, sejam eles impressos ou não, é exorbitante. Portanto, quando formos criar algum tipo de impresso, devemos priorizar a ideia, que pode ou não ser rapidamente entendida, ou a facilidade de compreensão?

É claro que a resposta para essa pergunta deve levar em conta questões como o perfil da marca a ser anunciada e o posicionamento que essa pretende passar aos seus consumidores. Mas, em traços gerais, existem alguns pontos que, por mais que sua ideia seja extraordinária e sua mensagem rapidamente compreensível, todos os comunicadores devem conhecer. Anúncios impresso podem sim ter uma ideia mirabolante e que exijam um tempo para o seu entendimento, desde que o briefing permita essa construção e que esse entendimento, por mais tardio que seja, realmente ocorra, pois se o consumidor compreender apenas a ideia e não a mensagem que a marca pretende passar a ele, tal material de comunicação terá sido em vão.

Outro aspecto importantíssimo é que não podemos nos esquecer de que, na maioria dos casos, criamos anúncios para, “no final das contas”, vender, portanto, mensagens meramente estéticas; que utilizem apenas de um jogo de palavras “engraçadinho” e ambíguo para criar uma intenção de compra ou que, em alguns desses casos, usam da tecnologia para esconder a falta de um conceito realmente bom e persuasivo, não são bons caminhos a seguir. Vender, portanto, é o negócio do negócio. Devemos criar conceitos fortes que, por mais que, não causem uma venda instantânea do produto, deixem o consumidor intrigado, já alcançando assim uma possível futura intenção de compra, ou seja, devemos buscar aquela ideia que deixe o consumidor com vontade de comprar, mas que caso não compre, deixe-o arrependido por isso.

E para finalizar, isso não apenas para anúncios impressos, busquem mensagens que passem e esclareçam a crença das marcas anunciadas no print, ou seja, o posicionamento dessas empresas, no que elas acreditam. Uma boa saída para isso, por exemplo, é pensar nos anunciantes como pessoas, com traços físicos, emocionais, ideologias e crenças, permitindo assim estabelecer relações interpessoais entre essa marca personificada e os seus consumidores. Isso tudo para que o material de comunicação impresso não deixe o observador confuso e permita-o entender rápida ou lentamente a informação passada pelos anunciantes.

Via: Mídia Publicitária

Anúncios ousados e superinovadores

Confira alguns exemplos de como a publicidade pode surpreender.


(Fonte da imagem: Reprodução/The Roosevelts)

 

Um dos principais objetivos do pessoal da publicidade é nos surpreender com ideias inovadoras e materiais que chamem a nossa atenção e destaquem os produtos anunciados em meio a milhares de opções semelhantes que existem no mercado. Com isso em mente, o site The Roosevelts publicou uma coletânea de materiais publicitários fora do comum, e reunimos para vocês alguns exemplos:

 

Agência de empregos


(Fonte da imagem: Reprodução/The Roosevelts)

 

A mensagem do cartaz diz algo como “A vida é curta demais para você desperdiçá-la no emprego errado”.

 

Prevenção contra o câncer de pele

Fonte da imagem: Reprodução/The Roosevelts )

 

O anúncio conta com um dispenser para protetor solar gratuito, e a mensagem diz “Cortar a sua exposição solar é mais fácil do que cortar um câncer de pele”.

 

Máquina fotográfica com supersensor

(Fonte da imagem: Reprodução/The Roosevelts)

 

Segundo o anunciante, a Nikon S60 é capaz de detectar até 12 rostos em um único frame!

 

Coca-Cola

(Fonte da imagem: Reprodução/The Roosevelts )

 

Presente nos cinemas há 125 anos, e acompanhando suas evoluções.

 

 

Prevenção de acidentes com crianças


(Fonte da imagem: Reprodução/The Roosevelts )

 

Esse criativo cartaz apresenta um efeito lenticular, ou seja, a imagem muda de acordo com o ângulo na qual é observada, como se fossem figuras holográficas. A mensagem informa que as crianças veem as coisas de maneira diferente dos adultos, por isso é necessário ler os rótulos dos produtos para prevenir acidentes.

 

 

Supercola


(Fonte da imagem: Reprodução/The Roosevelts)

 

Reunindo o que a vida separou.

 

McDonald’s

 

Aberto à noite.

 

Lego

 

Para aqueles que veem muito mais do que simples bloquinhos de plástico.

 

Via: Tecmundo